O que é docente e discente afinal de contas?

Olá, leitor!

O que é docente e discente é uma questão que confunde muito a cabeça de muitos estudantes e pais que acompanham o aprendizado do filho. Ambas as palavras possuem significados distintos apesar da grafia similar, o que pode gerar confusão. Fonte:

E para quem acaba de ingressar em uma Universidade para cursar Ensino superior terá muito contato com essas duas definições. É nesse período que esses termos começam a aparecer para designar funções de cada grupo em uma determinada atividade escolar.

Se você também tem dúvidas sobre o que é docente e discente, saberá tudo sobre esses termos, suas principais diferenças e importância no âmbito escolar. Acompanhe o artigo!

Afinal, o que é docente e discente?

docente_e_discente_o_que_e

A grande diferença entre essas duas definições está basicamente na questão de aprender e ensinar. São dois substantivos utilizados para designar grupos diferentes dentro da sala de aula e de uma Instituição de ensino.

São nomenclaturas escolares que determinam a função de cada indivíduo. A intenção é criar um ambiente organizado, com regras a cumprir e provido de valorização natural do conhecimento.

Aliás, todo o desempenho intelectual do aluno se desenvolve a partir de um ambiente favorável ao aprendizado. Na verdade, dependendo do ambiente, aluno e o educador aprendem em conjunto. E um trabalho em conjunto contribui diretamente para o avanço do processo de aprendizagem

A escola, por sua vez, tem o dever de se organizar e garantir aprendizagem, cultura e desenvolvimento a todos. Tendo esses conceitos em mente, confira de uma vez por todas o que é docente e discente.

O que é docente?

O docente, nada mais é, do que o professor. É quem dissemina o conhecimento. Deve, portanto, ser um profissional graduado, com ampla compreensão e qualificação na área em que atua.

Contudo, o Instituto da Carreira Docente, reconhece como docente aquele que é portador de qualificação profissional e certificação do Ministério da educação. O profissional que demonstra essas qualificações, estará apto a desempenhar suas funções como docente escolar.

formação de qualidade do professor é imprescindível para que consiga transmitir ao aluno informações consistentes e que colaborem para o crescimento profissional e pessoal do aluno.

A palavra docente deriva-se do latim docens, significa ensinar. Docente é quem ensina o aluno a raciocinar, a expor suas ideias e conceitos, a desenvolver o senso crítico e se desenvolver dentro de uma sociedade.

É também um termo utilizado para representar órgãos e equipes de professores de uma Instituição de Ensino, como por exemplo o grupo de Reitoria ou pró-reitoria de uma escola.

Uma das mais importantes funções e profissão mais valorizada, já que todas as outras profissões dependem exclusivamente de um docente capacitado para ensinar.

O que é discente?

O discente é totalmente o oposto do que aprendemos nas definições anteriores. O discente (discens) é o aluno que aprende, do latim alumnus, significa aprendiz, aquele que está disposto a receber informações de professores ou mestres em determinado assunto, a fim de expandir seus conhecimentos.

Podemos ainda classificar os discentes como regulares, estáveis ou oficiais. Essas definições dizem respeito à frequência escolar, disponibilidade e interesse do aluno. Os docentes oficiais, por exemplo, são aqueles alunos que já passaram por todo período escolar e estão ingressando em uma carreira acadêmica superior.

Vale ressaltar que os órgãos e equipes que representam os alunos também são chamados de discentes. Assim, o corpo discente diz respeito a todos os alunos e órgãos representantes de uma Instituição de Ensino.

Você ainda pode encontrar alguém que seja ao mesmo tempo docente e discente. Algumas Instituições de Ensino abrem as portas para discentes de Mestrado dou Doutorado para darem aulas, se tornando um docente. Isso faz parte também de alguns trabalhos científicos exigidos nos cursos superiores.

A relação entre docente e discente

A relação entre corpo docente e corpo discente se torna indispensável para um ambiente escolar progressivo. A partir da análise desses dois grupos é que foram criadas as regras e métodos de ensino das escolas contemporâneas.

Quanto maior a proximidade do aluno e professor, melhor é o desempenho da metodologia de ensino criada. E como consequência, temos uma educação de qualidade e alunos engajados com as aulas.

Os alunos se sentem mais motivados a propor ideias, projetos e planos de aprendizado. Enquanto isso, o educador está sempre estimulado a obter novas ideias, novos métodos e expandir seus conhecimentos para “conversar” melhor com os discentes em sala de aula.

Dessa forma, o docente tem maior controle na condução de suas aulas, estimulando discussões em grupos, conteúdo compartilhado, aulas interativas e colaborativas.

Um professor que se interessa pelas necessidades dos alunos, consegue tornar as aulas mais interessantes. Não adianta criar um plano de aula complexo e cheio de conteúdo, se ele não é atrativo para aos alunos.

Sendo assim, de fato, quanto maior a proximidade, mais aproveitamento de aulas haverá dentro da sala de aula.

A importância do trabalho docente nas escolas

Estamos vivendo em uma época de grandes transformações tecnológicas e mudanças que impactam o meio social. Principalmente nas escolas, há mudanças visíveis na metodologia de ensino, a fim de atender todas as dificuldades dos alunos.

O preparo do docente é extremamente importante para que ele consiga lidar com tantas diversidades dos alunos em sala de aula. A formação de bons professores está inteiramente ligada com a formação de pessoas capazes de evoluir sempre, aprender com as experiências e principalmente passar tudo isso adiante.

A valorização do trabalho docente nas escolas, no entanto, pode elevar a qualidade do ensino no país. Tendo em vista o cenário de ensino precário que encontramos no Brasil, é de urgência que o ensino pedagógico tenha evolução nos próximos anos.

Caso isso não aconteça, podemos presenciar grandes problemas na sociedade desencadeados pela escassez de educação de qualidade.

Em resumo, a maior diferença entre docente e discente é que o docente já passou por todo o processo de aprendizado, reunião de informações, formação de caráter, formação de opinião e crescimento pessoal. Este, tem o dever de transmitir toda essa experiência aos discentes, que por sua vez, estão buscando o mesmo caminho.

Na verdade, é uma troca mútua de conhecimentos, que no final da história servirá de crescimento para a própria sociedade atual.

Agora você já sabe o que é docente e discente. Estar familiarizado com esses termos comuns nas Instituições irá lhe ajudar a compartilhar com outras pessoas que também têm essa mesma dúvida.

Até logo!